Este livro apresenta um estudo da palavra : sograria. Em Inhambane e Maputo, no sul de Moçambique, esta palavra é falada em português no meio de frases em gujarati, xitsonga, xironga, xichangana e xitshwa. A palavra indica o laço e o lugar que une um homem aos pais e irmãos de sua esposa e ao seu local de moradia. A importância deste laço de aliança estrutura o processo de transformação que atravessa a reprodução da família hindu em meio à modernização violenta do sudeste africano. As capulanas vendidas nas cantinas hindus em Inhambane - para mineiros sulafricanos levarem para suas sograrias - compravam saris para as sograrias dos comerciantes. O uso comum da palavra sograria registra a articulação deste processo à história de modernização do sudeste africano.

 

A etnografia que deu base ao estudo aconteceu em três estadias em Moçambique: durante doze meses, entre 2003 e 2004, com bolsa CAPESe em duas estadias de três meses, em 2008 e 2013, com bolsa FAPESP .

Ebook: Capulanas para Lobolo, Saris para Dote (Pesquisa Moçambique),Marta Jardim

SKU: CAFN.LE.02.21.EB.MDRJ
R$ 25,99Preço

- Pesquisa Moçambique

-Formato do Livro: 14x21

-Capa :4X0 cores lenda

-Papel da capa: Triplex 250g/m² com orelha de 70mm

-Acabamento. Plastificação Brilho ou Fosco

-Miolo Papel Pólen

- Páginas 85

- Ebook